Povo vai às ruas pedir Intervenção Federal

A Intervenção Federal, acontecendo, dará condições ao atual presidente, no término do mandato, em concorrer em 2022, outra vez.

0
171
Por Marco A. C. Monteiro
Em Brasília e em todos as capitais brasileiras, centenas de milhares de pessoas saíram às ruas pedindo Intervenção Federal.
Diante de tantas indignações, o povo ou parte dele, quer ver este caos sociopolítico chegar ao fim e a sociedade voltar novamente a ter tranquilidade.
Não tem cabimento um pedido de intervenção militar por diversas questões. Uma delas é evitar justamente o derramamento de sangue por causa dos confrontos que irão acontecer.
Se a estratégia é esta, causar tumulto, a esquerda já conseguiu. O presidente está agindo corretamente em não combater violência com violência. É assim que o lado racional age e faz a justiça prevalecer.
Hoje, em frente ao Congresso Nacional, só se via faixas pedindo Intervenção Federal.
O público presente grita “Bolsonaro, eu autorizo”, em referência a uma fala do presidente do dia 14 de abril, em que disse que esperava “um sinal do povo” para agir.
Caso o presidente acione o Artigo 142, teria que passar pela aprovação do Congresso Nacional. O que não seria aprovado.
O presidente acionando uma Intervenção Militar, só teria mais três meses de governo e, após os três meses seria convocada novas eleições na qual Bolsonaro não poderia concorrer.
Na Intervenção Federal, caso aconteça, será criado um Tribunal Militar específico para julgar o STF e todos os parlamentares, assim, tirando da vida pública todos os corruptos.
A Intervenção Federal, acontecendo, dará condições ao atual presidente, no término do mandato, em concorrer em 2022, outra vez.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here